468x60

Moda, música e informação .
  • Cropped

    Barriguinha de fora no verão

  • Movimento indie

    Lá pela década de 80 esse tipo de som mais underground e independente rolava nos bares e baladas londrinas.

  • A moda dos tênis com salto

    Sneakernight

  • Rita Ora

    De Londres para o mundo, revelação do rap, e pop-eletrônico

  • Lana Del Rey

    A melhor revelação musical desse ano, voz forte e futuro promissor .

50 tons de cinza



Não me julguem.

Assim que a febre desses livros começou eu não sabia do que se tratava, comecei a ver umas resenhas em vlogs e as críticas em geral eram horríveis então pensei  “ Para que perder meu tempo lendo uma droga desses né?”.

Uma amiga minha estava lendo e eu comecei a comentar critica o livro e ela me perguntou se eu tinha lido, respondi que não, então ela me falou para não julgar.

- Fora épico –

Mas a deixa para que eu começasse  a ler foi quando meu melhor amigo disse que leu.

Então ok, vou ler e ver o que me aguarda.



 A essa altura todos já sabem do que se trata a história então não irei me prender muito a isso.

A questão é que você tem que entender que a  E.L. James não tinha pretensão nenhuma em publicar o livro, ela escrevia em seu blackberry no metro enquanto ia para a casa. 
O livro é uma simples fanfic de crepúsculo que fez sucesso.

O segundo ponto é que ela não tem formação acadêmica relacionada a letras ou qualquer outro tipo de curso que seja voltado a escrita, ela escreveu para si mesma, por não ter nada melhor para fazer.

O terceiro ponto é que pelo que eu sei ela não teve nem uma ajuda para escrever – uma opinião externa para ajuda-la – e o livro não passou por revisão antes de ser publicado.

A ideia da história é clichê mas não é das piores: uma garota exageradamente inoscente conhece uma cara tarado muito rico, eles se apaixonam e fim.

O problema é que a escrita dela é muito amadora, as passagens de um acontecimento para o outro são muito bruscas e os diálogos toscos. 

E ao longo do livro inteiro – ao longo de  455  páginas –  é relatada a dúvida de Anastasia em aceitar ou não o contrato que Christian propõem. Esse tal contrato diz que se Anastasia for a escrava sadomasoquista  de Christian ele vai lhe dar alguns benefícios, como por exemplo carros milionários e roupas de grife.

É só isso.

No entanto o que me assusta é a quantidade de vendas desse livro, sua repercussão e a posição em que ele fica nas prateleiras da livraria. 
São meras adolescentes as consumidoras desse livro erótico, meninas que estão tendo o primeiro contato com a leitura através de uma livro que não vai lhes acrescentar nada! 
Que além de mal escrito tem um roteiro pobre!

Como a mídia e as livrarias podem apoiar essa baixa qualidade de conteúdo? E antes que me julguem não são só crianças consumindo esse tipo de informação, mulheres maduram também leem este livro. O que as pessoas veem de tão extraordinário nesta história? 

Não me vejam como inoscente ou hipócrita, não tenho nada conta a história ou a livros eróticos. 
O meu problema é com a baixa qualidade de escrita do livro e de todo o agito em torno de algo que não tem nada demais, existem livros muito melhores para serem lidos, explorem !

Existem livros eróticos com histórias mais cativantes e com uma escrita melhor.

Os 13 porquês


                                                     


Eu vejo a hannah Baker como um poste no centro de um corredor super movimentado. É uma visão estranha, obviamente o poste não se encaixa naquele lugar; porém o tempo vai passando e as pessoas do corredor se acostumam com aquela visão estranha.
Acostumam-se tanto que já não lhe dão mais atenção, chegam até a esbarrar no poste e se encostar nele.
E é exatamente desse tipo de situação que o livro trata. 

                                                    ||

O livro aborda um assunto bem delicado, pouco discutido e que desperta bastante dúvidas em relação aos seu motivos de ocorrência frequente. O tema é o suicídio, mais especificamente o suicídio de jovens. 

                                                    
                                          ►

Nada mais clichê do que o cenário da trama ocorrer numa escola, entretanto  todos nós sabemos que é na escola que temos um retrato mais próximo do que é a vida real, e dos tipos de pessoas que poderemos encontrar.

O modo como tratamos o próximo, as chances que deixamos escapar e as coisas que poderíamos ter evitado que acontecessem são temas muito debatidos na história, já que a personagem principal afirma que o “efeito bola de neve” que a vida dela se tornou a levou a tirar a própria vida.

A bola de neve da Hannah foi ficando maior a medida em que os boatos que laçavam contra ela acabavam fazendo com que as pessoas a expelissem, ou então estar no lugar errado na hora errada.

                                                     ||

A história gira em volta da decisão da Hannah em grava fitas com as 13 razões pela qual ela se matou,  as razões no caso são pessoas e o que elas fizeram para contribuir com o "efeito bola de neve". 
Ela envia as fitas para as pessoas que a prejudicaram  um dia  antes de se matar. 

A história tem duas narrativas, o audio das fitas e o efeito que elas tem na vida do Clay - uma das 13 razões pela qual ela se matou- o sofrimento do garoto, todo o sentimento de culpa e negação foram bem trabalhados pelo autor.

                                                    ||


 Na minha singela opinião a protagonista teve mente fraca, e por estar sozinha sem uma outra visão da situação as coisas pioraram. Existiram ocasiões pelas quais ela passou que  realmente corroem nossa autoestima, porém em outras ela poderia ter evitado, ou ter saído correndo, mas ela não o fez.

                                                  






Vídeo promocional da “The Mrs. Carter tour”

Ninguém alcança a divindade e poder dessa mulher!

Beyoncé lançou na quinta feira (21) o vídeo que vai promover a sua mais nova façanha. A turnê começa na Sérvia e vai viajar o mundo todo, inclusive chegará ao Brasil.
O foco dessa série de shows vai ser a monarquia, o que me parece um tema extremamente vasto; e provavelmente vai render uma super produção elevando cenários a figurinos ao nível máximo de beleza, criatividade e algumas exêntriciadades.

Os preços dos ingressos foram divulgados e podem apostar que são salgados, porém nossa queria Beyoncé é uma boa samaritana e está reduzindo o preço para que todos os públicos possam se divertir e ve-la cantar.



Pelo vídeo essa turnê promete ser digna de um DVD né? Quem sabe a diva tem essa mesma ideia?

The Carrie Diaries



Série nova, novos ares, diversão e aventuras novas. Aqui vai um sneak peek do que você pode esperar na nova série da The CW.

Se você está cansada(o) de séries com criaturas mágicas, guerras, assassinos e quer simplesmente relaxar, Carrie pode te ajudar.

A série é inspirada em livros cujo nomes inspiraram o titulo do seriado "The Carrie diaries" ( Os diários de Carrie ) que foram lançados em 2010 e elogiados pela crítica como "Uma história viciante, engenhosa e original" Los Angeles Times.

A história apresentada ocorre em meados dos anos 80' (ou seja, muita Madonna e Cindy Lauper na trilha sonora) e relata os problemas familiares e amorosos de Carrie e seus amigos.

Um ponto que eu achei bem interessante foi que a série não gira só em torno da protagonista, os roteiristas deram bastante espaço para que os outros atores pudessem mostrar a história de seus respectivos personagens direito, sabe? Sem pressa ou deixando pontos em aberto.



A história começa a nos contar sobre a mãe de Carrie e como ela morreu. E a partir da bagunça que a vida de nossa mocinha se tornou ela tenta se reconstruir levando na bagagem uma irmã rebelde e um "pai de primeira viagem" que só agora começa a entender as filhas e conviver mais  com elas.

Na escola obviamente ela faz parte do grupo meio loser que sempre pega encrenca com as patricinhas.

As paixões de nossa protagonista também são expostas com muito humor e leveza.

Os episódios mais legas são quando ela realiza o sonho de ir para Manhattan e consegue um estágio por lá, ainda por cima descobre os encantos e 
decepções da cidade grande

Se você se interessou em assistir saiba que a série ainda está na primeira temporada e eu estou aguardando o episódio 6 ser lançado. 

P.S: Pulem o comecinho do vídeo :)



Alguns estímulos e avisos:  


  • Lembem que a série se passa nos anos 80' as músicas e figurinos condizem com a época.
  • Pra quem gosta dos ritmos e músicas antiguinhas não vão ter nem um problema.
  • Os figurinos são incríveis, eles respeitam as tendencias da época sem ser exagerados, e adicionam um pouco do nosso tempo nisso. As roupas mais divas e incríveis são as da Carrie, totalmente invejáveis. 
  • Os livros foram inspirados em Sex and the city, ou seja, se a série tiver essa pegada não estranhe.



Dexter

Cuidado-spoilers

Posso apostar que algum amigo já pode ter lhe recomendado essa série, mas você não deu a devida importância ou atenção. Que pena.
No ar desde 2006, essa história nos trás um looping de surpresas e até tédio.
"Dexter" além de ser o título da série é o nome do nosso personagem principal, e é através dele que passamos a conhecer a mente de um serial killer.



Dexter Morgan é um analista forense especialista em padrões de dispersão de sangue; ele trabalha em um departamento de polícia, junto com sua "irmã" Debra Morgan, que é detetive da divisão de homicídios.
Porém o grande barato da série é que Dexter é um serial killer que mata serial killers ou qualquer tipo de criminoso que chame a atenção dele.
Na primeira temporada somos introduzidos a sua vida, seu histórico familiar e seus métodos de matar - ele nunca foi pego, afinal sua profissão o ajuda muito a nunca deixar vestígios - Acabamos também conhecendo Rita – sua namorada -, que é seu elo de equilíbrio entre a sanidade e pura loucura. São nessas partes da série onde ele está com a irmã, ou a namorada e os filhos dela - filhos e outro relacionamento - que vemos o quanto ele pode ser bom; entretanto quando seu dark passenger se revela, podemos observar sua transformação em um ser totalmente calculista e fatal. 

Um dos grandes marcos da série é quando ele acaba se casando com Rita e a partir dai ele tem que se adaptar com uma rotina totalmente diferente, e fica cada vez mais difícil esconder seu segredo noturno.

Eu, particularmente, gostei muito das primeiras temporadas, porque Dexter era mais cru e real, mas quando ele se casa a série começa a ter mais comédia do que o drama inicial; porém toda a maré muda quando Rita infelizmente morre e nosso serial killer fica descontrolado. 

Eu estou nessa fase da série - 5º temporada - onde ele se vê sem responsabilidade como marido, mas ainda têm as de pai, tudo isso enquanto um detetive chamado Quinn está desconfiado do comportamento do Dexter e começa a investiga-lo. 

Não gosto de dar muitos spoilers, mas sem algumas informações a resenha fica sem nexo; a história vai ainda bem mais a fundo e nos mostra o porquê do Dexter te virado um assassino, nos mostra o irmão que nem ele sabia que tinha, sabemos como seu pai o "adestrou" para que só matasse pessoas ruins. Além disso, as melhores partes são quando ele enfrenta outros assassinos seriais.

PS: Aconselho a não assistirem vários episódios num dia ou semana, pode se tornar cansativo, pois essa série contem alguns episódios preguiçosos e chatos. 

Assistam ! Deem uma chance a essa série, vale muito a pena.